terça-feira, 8 de maio de 2018

HIRATA

JOÃO SUSSUMU O DEPUTADO SÃO-MANUELENSE

João Sussumu Hirata nasceu em São Manuel em 20 de novembro de 2014 era filho de Joiti Hirata e de Yuki Hirata eles, casal de imigrantes que vieram ao Brasil na primeira década do século XX. Ainda jovem, mudou-se para São Paulo onde trabalhou como lavador de pratos, continuo e guia turístico. Formou-se advogado pela Faculdade de Direito da Universidade de São Paulo em 1940 e posterior a isso como bolsista através do Ministério da Educação do Japão fez na Universidade Imperial de Tóquio um curso de aperfeiçoamento em Direito cabe ressaltar que neste período trabalhou também como locutor do departamento internacional da NHK onde transmitia notícias em português para os países da América Latina, conheceu Cecília Mitsyko Hirta com quem se casou, deste enlace nasceram 7 filhos. 
Com a entrada do Brasil na II Guerra Mundial, tornando-se assim inimigo do Eixo – Alemanha Itália e Japão, devido ao fato de ter abdicado de sua cidadania japonesa Sussumo foi visto como inimigo. Para não se tornar um prisioneiro de guerra, refugiou-se na região de seus ancestrais.
Após Brasil e Japão reatarem relações diplomáticas Hirata retorna ao seu país em 1951, neste período conhece Roberto de Abreu Sodré que o introduziu na política. Em 1954 concorreu à Assembleia Legislativa de São Paulo ficando na suplência pela UDN.  No ano de 1960 disputou novamente sendo eleito Deputado Estadual, posterior a isso elegeu-se deputado federal sendo reeleito para outros dois mandatos. Em 1965 após a reforma eleitoral, filou-se à Aliança Renovadora Nacional (ARENA). Trabalhou também no Consulado Japonês, na Câmara do Comercio Japonesa e na Cooperativa Agrícola Bandeirante. Foi diretor da Sociedade Paulista de Cultura Japonesa.  
João Sussumu Hirata defendeu uma série de medidas governamentais que visavam fomentar a agricultura: isenções fiscais, financiamentos, suporte técnico, distribuição de sementes, entre outras. Destacou a necessidade de o governo federal adotar medidas para facilitar o uso de tratores e adubos, que em 1959 formavam a base da modernização tecnológica pela qual a lavoura passava.
Também tratou de velhos problemas, como a importação de batatas para o consumidor interno já destacada por Tamura, e o mais importante: a questão do abastecimento da Capital, pois nessa época discutia-se a construção de entreposto no Jaguaré. Hirata defendeu a aprovação da proposta, lembrando que tal medida viria a baratear o custo dos alimentos e também observou que a Secretaria da Agricultura tinha verba o suficiente para dar início à obra. Assim, o projeto foi aprovado e dez anos depois foi inaugurado o entreposto.
João Sussumu Hirata faleceu em São Paulo em 8 de novembro de 1974.

Fonte: Os nikkeis na Assembléia de São Paulo


CÂM. DEP. Deputados; CÂM. DEP. Deputados brasileiros. Repertório (5 e 6); Eleitos; Jornal do Brasil (8/11/74); Perfil (1972); SOC. BRAS. EXPANSÃO COMERCIAL. Quem; TRIB. SUP. ELEIT. Dados (3, 4, 6, 8 e 9).

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Quem sou eu

Minha foto
Eduardo é formado em direito pela Faculdade de Direito de São Carlos, formado em administração geral pela Faculdade Marechal Rondon, MBA em gestão estratégica de negócios pela Uninove. Foi professor em gestão empresarial na Unifac/Botucatu, profere palestras de gestão de pensamento, escritor, documentarista, Escreveu também uma coluna sobre empregabilidade no Jornal o Debate de São Manuel nos anos de 2013 e 2014, escreveu para a revista UP Cueta de Botucatu. Criador de um método próprio de ensino profissionalizante em gestão administrativa e empresarial Documentarista e pesquisador histórico. Presta consultoria na área de gestão patrimonial. Escritor é membro correspondente da Academia Botucatuense de Letras.